Relógios viram objetos de arte na parede

Há modelos assinados por designs renomados no mundo, como os irmãos Campana e o francês Philippe Starck

Valéria França, O Estado de S.Paulo

27 de agosto de 2011 | 00h00

Pode ser o relógio de parede da vovó - aquele cuco que ficou de herança e ainda faz o maior sucesso com as crianças. Pode ser também um modelo descolado assinado pelos irmãos Campana. O relógio de parede é um acessório atemporal, que nunca sai de moda e vem ganhando status de design.

"Ele é como um sapato, revela bem o estilo do dono", diz a arquiteta Esther Giobbi. "Acho importante ter um na parede que fique em um lugar bem visível. Como hoje as cozinhas estão integradas à sala, ele ganha maior destaque."

Na casa da promoter Fernanda Barbosa, a arquiteta colocou na parede em cima do bar um modelo da Vitra - grife conhecida por ter no catálogo artistas que fizeram parte da história do design. Entre eles estão os relógios de George Nelson, um dos fundadores do modernismo americano, que morreu em 1986. Um relógio dele chega a custar R$ 1.311.

A italiana Alessi é outra marca que investe em relógios. Tem desde um modelo minimalista do designer francês Philippe Starck, que se reduz a um mostrador com dois ponteiros estilizados, até um mais explosivo e gráfico dos irmãos Campana.

"Eu não costumo usar em meus projetos, mas tem cliente que gosta. É como relógio de pulso, algumas pessoas não vivem sem", diz o arquiteto Fernando Oliveira, que trabalha com uma clientela jovem. Nesse grupo, faz sucesso a linha retrô do designer Sebastian Wrong, cofundador da Established & Sons. O mais famoso é o Font Clock, que tem um mostrador digital, que lembra o dos rádios-relógio dos anos 1970.

Para quem não quer gastar muito e procura uma peça mais descontraída, uma saída são os adesivos. A Gecko tem um cuco que pode ser colado em qualquer superfície, inclusive na parede, e seus ponteiros funcionam. Custa R$ 99.

Multiuso. A Imaginarium tem relógios que assumem outras funções. Há um modelo feito com 12 ímãs móveis que podem prender fotos ou recados. O relógio ainda adquire o formato que o usuário quiser.

Batizado de Climatempo, um outro modelo redondo com desenho bem tradicional vem com um marcador menor, que informa a temperatura do local.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.