Reprodução/TV Globo
Reprodução/TV Globo

Reintegração de posse remove famílias de terreno na zona leste de SP

Segundo a Prefeitura, área será utilizada para construção de moradias do Minha Casa Minha Vida

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de junho de 2020 | 16h26

Centenas de famílias foram removidas de um terreno particular em Guaianases, na zona leste de São Paulo, na manhã desta terça-feira, 16. A Polícia Militar acompanhou a execução da ordem judicial de reintegração de posse, que partiu de uma solicitação do proprietário, Flávio Nogueira Venosa.

Segundo a Prefeitura de São Paulo, o terreno será utilizado para a construção de moradias vinculadas ao programa Minha Casa Minha Vida. É necessário, porém, receber recursos do governo federal, que ainda não liberou a verba para o andamento do projeto.

Ainda de acordo com a Prefeitura, a fila de espera por moradias na cidade de São Paulo é de 200.755 mil famílias com cadastro ativo. Em nota, o Executivo da capuital paulista informou que a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) visitou o terreno de Guaianases em 4 de junho, para oferecer acolhimento às famílias, mas não houve adesão.

"A Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) já entrou em contato com a liderança das famílias que invadiram o terreno e se colocou à disposição para realizar o cadastramento das famílias interessadas em se inscrever na lista de espera do programa municipal de habitação", disse a Prefeitura no comunicado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.