Régis tem lentidão recorde na saída do feriado

Principal ligação de São Paulo a Curitiba e acesso ao litoral sul paulista, registrou congestionamento de 53 quilômetros, o maior do ano

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

15 Novembro 2013 | 19h15

SOROCABA - A rodovia Régis Bittencourt (BR-116), principal ligação de São Paulo a Curitiba e acesso ao litoral sul paulista, registrou congestionamento de 53 quilômetros, o maior do ano, nesta sexta-feira (15), na saída para o fim de semana prolongado pelo feriado da Proclamação da República. A marca foi atingida às 11 horas, quando o tráfego estava praticamente parado do km 297, em Juquitiba, ao km 346, em Miracatu, e lento com paradas do km 438 ao 443, em Registro.

Já de manhã, às 7h30, o motorista pegava 43 quilômetros de trânsito quase parado no primeiro trecho. O motorista gastava mais de uma hora para percorrer os 19 quilômetros de pista simples na Serra do Cafezal, entre Juquitiba e Miracatu. Às 14 horas, o fluxo de veículos havia melhorado consideravelmente e o total de congestionamento caíra para 20 quilômetros. Uma hora depois, o motorista encontrava 15 quilômetros de lentidão no trecho da serra. Até as 17 horas, não havia registro de acidentes.

A rodovia Castelo Branco chegou a 50 quilômetros de trânsito lento e congestionado por volta das 11 horas desta sexta-feira (15), na saída de São Paulo em direção ao interior. O trânsito estava lento e com paradas a partir do km 13 da Castelo, já na saída do Cebolão, em São Paulo, e seguia congestionado até o km 66, em Itu. O publicitário Gustavo Mota gastou duas horas para chegar ao acesso de Sorocaba, percurso normalmente percorrido em 40 minutos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.