Régis tem lentidão recorde na saída do feriado

Principal ligação de São Paulo a Curitiba e acesso ao litoral sul paulista, registrou congestionamento de 53 quilômetros, o maior do ano

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

15 de novembro de 2013 | 19h15

SOROCABA - A rodovia Régis Bittencourt (BR-116), principal ligação de São Paulo a Curitiba e acesso ao litoral sul paulista, registrou congestionamento de 53 quilômetros, o maior do ano, nesta sexta-feira (15), na saída para o fim de semana prolongado pelo feriado da Proclamação da República. A marca foi atingida às 11 horas, quando o tráfego estava praticamente parado do km 297, em Juquitiba, ao km 346, em Miracatu, e lento com paradas do km 438 ao 443, em Registro.

Já de manhã, às 7h30, o motorista pegava 43 quilômetros de trânsito quase parado no primeiro trecho. O motorista gastava mais de uma hora para percorrer os 19 quilômetros de pista simples na Serra do Cafezal, entre Juquitiba e Miracatu. Às 14 horas, o fluxo de veículos havia melhorado consideravelmente e o total de congestionamento caíra para 20 quilômetros. Uma hora depois, o motorista encontrava 15 quilômetros de lentidão no trecho da serra. Até as 17 horas, não havia registro de acidentes.

A rodovia Castelo Branco chegou a 50 quilômetros de trânsito lento e congestionado por volta das 11 horas desta sexta-feira (15), na saída de São Paulo em direção ao interior. O trânsito estava lento e com paradas a partir do km 13 da Castelo, já na saída do Cebolão, em São Paulo, e seguia congestionado até o km 66, em Itu. O publicitário Gustavo Mota gastou duas horas para chegar ao acesso de Sorocaba, percurso normalmente percorrido em 40 minutos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.