Régis, Dutra e Castelo concentram maiores trechos de lentidão

Situação na Bandeirantes já é considerada normal; Imigrantes tem lentidão apenas num trecho de 6 km na serra

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

21 Fevereiro 2009 | 13h16

O tráfego continuava carregado em algumas das principais rodovias que ligam a capital paulista ao litoral e ao interior do Estado por volta das 13 horas deste sábado, 21. Na Régis Bittencourt, o fluxo continua prejudicada na altura do km 333, onde a pista dupla se afunila, causando cerca de 30 quilômetros de trânsito lento. Também há lentidão na Dutra, na saída da capital, e na Castelo Branco. Em outras, como a Rodovia dos Tamoios, dos Bandeirantes e Padre Manuel da Nóbrega, o trânsito começava a se normalizar. Na iMigrantes, que enfrentou lentidão e paradas pela manhã, as dificuldades permanecem apenas entre os quilômetros 47 e 53, no trecho de serra.   A situação nas rodovias, às 13h, era a seguinte: Fernão Dias: a rodovia continua com dois trechos com problemas para os motoristas. O tráfego continuava lento entre os km 76 e 80, em Mairiporã e entre os kms 60 e 55, na região de São Paulo.   Régis Bittencourt: o fluxo de veículos continuava prejudicado na altura do km 333, onde a pista dupla se afunila e os motoristas trafegam por uma pista simples, causando cerca de 30 quilômetros de trânsito lento.   Presidente Dutra: na saída da capital, o motorista enfrentava uma lentidão de dois quilômetros na pista lateral; em Jacareí, no km 157,  a lentidão era de sete quilômetros de tráfego lento devido ao excesso de veículos. Um acidente, na região de São José dos Campos, causava morosidade de três quilômetros. Uma moto colidiu com um caminhão, na altura do km 134. Em Guararema, onde estava sendo feita uma obra em um viaduto na região, o congestionamento chegou a 14 quilômetros neste sábado, mas o tráfego já estava normalizado à tarde, segundo a NovaDutra.   Padre Manuel da Nóbrega: trânsito normal.   Rio-Santos: trânsito carregado, com lentidão entre os km 211 e 215, na região da Riviera de São Lourenço.   Tamoios: trânsito começa a melhorar, mas seguia intenso,   Ayrton Senna: o tráfego permanecia intenso, entre os km 23 e 45, principalmente na altura da praça do pedágio.   Carvalho Pinto: o tráfego estava carregado na altura do km 92, na praça de pedágio.   Mogi-Bertioga: tráfego intenso, sem paradas   Floriano Rodrigues Pinheiro: tráfego fluía normalmente.   Oswaldo Cruz: tráfego intenso.   Bandeirantes: tráfego melhorou e o fluxo de veículos já era considerado normal.   Anhanguera: o fluxo de veículos fluía normalmente.   Castelo Branco: a lentidão com pontos de paradas ainda persistia entre os km 13 e 16 e na marginal da rodovia entre os km 20 e 24.   Raposo Tavares: fluxo normal de veículos.   Imigrantes: lento somente no trecho de serra, entre os km 47 e 53, devido ao excesso de veículos.   Anchieta: trânsito normal.   Piaçaguera-Guarujá: trânsito normal.   Balsas: O tempo de travessia das balsas, no litoral sul e norte de são Paulo, era considerado normal, sem filas, segundo o Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa).   Santos-Guarujá: as seis balsas operavam com o tempo de travessia em 15 minutos, nos dois lados.   Ilhabela-São Sebastião: o motorista esperava 20 minutos para realizar a travessia, para os dois lados, que estavam sendo feitos por quatro balsas

Mais conteúdo sobre:
carnaval 2009trânsito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.