Região teve acidente igual em 2008

O pesquisador Arthur Soffiati, do Núcleo de Estudos Socioambientais da Universidade Federal Fluminense, disse ontem ter proposto ao Ministério Público e à prefeitura de Campos, em janeiro de 2009, a transferência dos moradores de Três Vendas para um trecho mais alto, conhecido como Colina, por causa das cheias recorrentes. "Estão fazendo agora, provisoriamente, o que propus como solução permanente", afirmou Soffiati sobre a retirada às pressas das famílias.

FELIPE WERNECK / RIO, O Estado de S.Paulo

06 de janeiro de 2012 | 03h01

O pesquisador disse que foi chamado pelo MP para preparar relatório após o rompimento do dique do Rio Muriaé, em dezembro de 2008. "A proposta foi corroborada pelo órgão técnico do MP, mas acabou rejeitada."

"A estrada deveria ter sido projetada para não romper. A BR-356 deve ser refeita", acrescentou o engenheiro geotécnico Alberto Sayão, da PUC-Rio, para quem o rompimento de 2008 deveria ter servido de alerta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.