Refém é ferido em rebelião na Fundação Casa de Sorocaba

Servidor teve cortes na cabeça e hematomas pelo corpo após evitar fuga de menores na noite de segunda

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

12 Novembro 2013 | 14h18

SOROCABA - Um funcionário foi tomado como refém e agredido durante rebelião na unidade da Fundação Casa, em Sorocaba, no final da noite de segunda-feira, 11. O servidor ficou ferido com cortes na cabeça e hematomas pelo corpo. Socorrido por uma viatura do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), ele foi atendido no Hospital Regional e teve alta na madrugada desta terça-feira, 12. Alguns internos também tiveram ferimentos leves quando quebravam mesas e cadeiras do centro socioeducativo Sorocaba IV. Eles foram atendidos na enfermaria da unidade.

De acordo com a assessoria de imprensa da fundação, o tumulto começou em razão de uma tentativa de fuga frustrada, quando os 36 jovens se recolhiam para os dormitórios. Um grupo rendeu o funcionário e exigiu a chave do portão. Como não foi atendido, o grupo passou a agredir o servidor. O tumulto se generalizou. A unidade foi cercada pela Polícia Militar, mas os policiais não intervieram.

O Grupo de Apoio da Fundação Casa foi acionado e negociou a libertação do refém. A corregedoria da Fundação Casa abriu sindicância para apurar os incidentes. Os jovens envolvidos passarão pela Comissão de Avaliação Disciplinar para análise das sanções, que podem ir de advertência à suspensão das atividades externas.

 

Mais conteúdo sobre:
Fundação Casa Sorocaba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.