Marcio Fernandes/AE
Marcio Fernandes/AE

Redução de voos foi negada

A Advocacia-Geral da União (AGU) conseguiu extinguir uma ação civil pública que visava restringir o horário de funcionamento de Congonhas, que hoje opera das 6h às 23h. Apresentado por moradores vizinhos, o processo exigia uma redução diária de duas horas - o aeroporto passaria a funcionar das 7h às 22h.

O Estado de S.Paulo

17 Julho 2012 | 03h02

O grupo também solicitava que fosse feito um isolamento acústico no entorno, a fim de reduzir os ruídos.

A AGU conseguiu finalizar a ação com o argumento de que as aeronaves que utilizam o aeroporto são as que menos emitem ruído e ressaltou que Congonhas foi construído antes da urbanização da região./A.F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.