Rede móvel vai atender mulher agredida

A Secretaria Especial de Políticas para Mulheres da Presidência da República vai lançar, em março do próximo ano, uma rede de atendimento móvel para levar informação e assistência às mulheres vítimas de agressão doméstica em localidades de difícil acesso. O programa terá duas unidades móveis por Estado. Os postos serão levados para cidades rurais e áreas de florestas. Denúncias podem ser feitas pelo 180.

O Estado de S.Paulo

29 de novembro de 2012 | 02h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.