Recuperação de pinturas murais começa neste ano

Até o fim do ano terão início os trabalhos de restauração de pinturas murais estampadas em pilão de taipa. Os desenhos se assemelham a um sol, uma estrela de oito pontas, algumas colunas e outras figuras pintadas com tons vermelhos. As paredes onde estão as pinturas são originais, do século 17, feitas de taipa formada por cal, ossos e cascas de ostras.

, O Estado de S.Paulo

26 de julho de 2010 | 00h00

As paredes foram descobertas há cerca de dois anos e estavam atrás de um altar, quando foi retirado um retábulo de madeira da parte posterior do altar. A parede estava coberta por uma camada espessa de óleo. Quando esse óleo foi retirado, os formatos dos desenhos começaram a ser revelados.

Original. A capela de São Miguel Paulista é o primeiro templo de São Paulo, erguido em taipa de pilão em 1560 e, depois, reerguido em 1622. Mantém hoje as linhas originais intactas. É o patrimônio mais antigo da cidade de São Paulo e do Brasil. O imóvel foi um dos primeiros bens tombados pelo Iphan, em 21 de outubro de 1938.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.