Receita apreende produtos contrabandeados na 25 de Março

As 833 caixas de mercadorias apreendidas em nova etapa da Operação Anúbis estão avaliadas em R$ 6 milhões

Solange Spigliatti, do estadao.com.br ,

25 de setembro de 2008 | 12h41

A fiscalização efetuada nesta quinta-feira, 25, em shoppings e galerias da região da Rua 25 de Março, no Centro de São Paulo, resultou na apreensão de 833 caixas de itens importados, avaliados, ao todo, em R$ 6 milhões. Segundo a Receita Federal, os produtos apresentam evidentes indícios de contrabando e pirataria. Além de auditores do órgão, participaram da ação, que faz parte da Operação Anúbis, a Secretaria da Fazenda Paulista e as Polícias Civil e Militar.   Foto: José Luis da Conceição/AE   Mais de 500 agentes integraram a força-tarefa para cumprir os 98 mandados de buscar e apreensão. O objetivo era recolher as mercadorias sem nota fiscal ou cuja importação regular não ficou comprovada. Agora, os comerciantes e importadores que tiveram produtos apreendidos têm cinco dias para provar a origem legal dos produtos, por meio de notas fiscais ou recolhimento do imposto de importação e demais tributos. Depois do fim do prazo, declara-se pena de perdimento, que converte a retenção em apreensão definitiva dos itens.   Foto: José Luis da Conceição/AE   Com a ação desta quinta, 25, sobe para R$ 25 milhões o total de mercadorias apreendidas na Operação. Em dez dias, foram vistoriados dezenas de pontos do interior e litoral paulista, além de galerias da região da Avenida Paulista, no centro da capital.   Foto: José Luis da Conceição/AE Enquanto as lojas foram vistoriadas pelos agentes, lojistas aguardaram do lado de fora.   Atualizado às 18h31 para acréscimo de informações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.