Reboco da Ponte da Casa Verde cai e causa lentidão na Tietê

Ninguém se feriu e Prefeitura culpa caminhão; estrutura não está na lista de prioridade para reforma

CRISTIANE BOMFIM, O Estado de S.Paulo

27 Julho 2012 | 03h02

Um dia depois do anúncio da Prefeitura de São Paulo de um pacote para reformar nove pontes e viadutos da capital, a partir do mês que vem, parte do reboco da Ponte da Casa Verde, na zona norte, caiu na pista local da Marginal do Tietê. O acidente aconteceu às 9h50 no sentido Rodovia Castelo Branco e nenhum veículo foi atingido. A Ponte da Casa Verde não foi incluída na lista de manutenção, que está avaliada em R$ 13 milhões.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) precisou interditar duas faixas da pista local entre 11h15 e 12h58 e o congestionamento na Marginal chegou a 8 km. A alça de acesso da ponte também ficou isolada.

A Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras (Siurb) responsabilizou um caminhão pela queda de reboco. Segundo a pasta, o veículo bateu na ponte, "derrubando parte do revestimento". O local foi vistoriado e a construção não foi comprometida.

A Siurb afirmou que fez a limpeza da área para uma nova inspeção, mas a Ponte da Casa Verde não será incluída na lista de reformas. De acordo com a Prefeitura, a escolha dos locais "obedeceu ao critério de prioridade estabelecida pelos técnicos".

Obras. Agora, serão reformados os Viadutos Dona Paula e Alcântara Machado, na região central, e Raimundo Pereira de Magalhães, em Pirituba, na zona norte. As pontes contempladas no pacote são João Dias, Ary Torres, Cidade Jardim e Jaguaré, sobre o Rio Pinheiros, e Piqueri e Limão, que cortam o Tietê.

As obras devem exigir bloqueios, "que se forem necessários serão realizados preponderantemente à noite".

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.