Jonne Roriz/AE
Jonne Roriz/AE

Reajuste do IPTU está em estudo e terá teto, afirma Kassab

Prefeito não confirmou que o reajuste será feito em 2011; última atualização de valores foi feita em 2001

estadao.com.br,

14 de outubro de 2009 | 16h57

O prefeito Gilberto Kassab confirmou nesta quarta-feira, 14, que a administração municipal está fazendo estudos para reajustar o IPTU em São Paulo. No entanto, ele negou reajustes de até 357%, como publicado pelo jornal Folha de S. Paulo nesta quarta. 

 

Veja também:

linkIPVA de usados pode ficar até 10% mais barato

lista Entenda como é feito o cálculo do IPVA

 

Durante a cerimônia de instalação do Comitê municipal de Mudanças do Clima e Ecoeconomia, Kassab disse que o reajuste terá um teto, que ainda não está definido. Ele não confirmou que o reajuste será feito em 2011, e diz que pode ser definido para os anos seguintes.

 

Em entrevista à Rádio CBN, Silvio Dias, secretário adjunto da Secretaria de Finanças da Prefeitura, afirmou que a administração faz estudos para a atualização da Planta Genérica de Valores (PGV), porém a decisão de enviar um Projeto de Lei à Câmara Municipal para o reajuste ainda não foi tomada. A secretaria faz estudos para analisar a variação do valor de m² de terreno e área construída na cidade.

 

O secretário afirmou que mesmo com o reajuste, algumas áreas que sofreram desvalorização podem passar a pagar um IPTU menor. A última atualização da PGV na cidade de São Paulo ocorreu em 2001, e começou a vigorar em 2002. Desde então, a PGV sofre apenas reajustes de acordo com a inflação.

 

Texto ampliado às 17h35 para acréscimo de informações.

Tudo o que sabemos sobre:
IPTUGilberto KassabSão Pauloimposto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.