Reação negativa da opinião pública também preocupava

Preocupado com a reação da opinião pública à entrada do Brasil na 2ª Guerra, o governo tentou controlar o impacto da notícia. Em documento secreto de 31 de maio de 1943, guardado no Arquivo Nacional, o secretário-geral do Conselho de Segurança Nacional, general Firmo Freire, alerta o então presidente Getúlio Vargas sobre a necessidade de ação do governo.

O Estado de S.Paulo

26 Agosto 2012 | 03h10

"Prevista, como parece, a formação de um corpo expedicionário, muita razão tem o senhor ministro da Guerra para a preparação metódica e intensa da opinião pública", diz o documento ao qual o 'Estado' teve acesso.

O documento mostra o general sugerindo a Vargas que o Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP) cuide da tarefa de preparar a opinião pública. Criado em 1939, o DIP era o órgão responsável pelo projeto de mitificação de Vargas, pela propaganda do governo e pela censura à imprensa. "Não será descabido entregar-se ao DIP essa tarefa, de vez que é o órgão indicado para esse trabalho." / M.M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.