Reprodução
Reprodução

'Rádio Estadão' debate morte de menino por enforcamento durante jogo

O advogado Leandro Bissoli e o professor Ricardo Monezi são os convidados; acompanhe o programa a partir das 14h desta quinta-feira, 20

O Estado de S.Paulo

20 de outubro de 2016 | 10h18

SÃO PAULO - A Rádio Estadão debate nesta quinta-feira, 20, das 14 horas às 15 horas, a morte de Gustavo Detter, de 13 anos, que se enforcou em um desafio durante um jogo transmitido na internet.

Estarão presentes o advogado Leandro Bissoli, que atua nas áreas de Segurança da Informação, Marketing Digital e Propriedade Intelectual, e Ricardo Monezi, especialista em Medicina Comportamental da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP).

O debate, que será realizado durante o programa Direto da Redação, vai tratar de temas como distúrbios psiquiátricos, atenção dos pais e responsabilidade.

Gustavo, morador de São Vicente, estava em casa, na noite de sábado, 15, quando se enforcou no quarto do pai com uma corda usada para pendurar um saco de areia para treinar boxe. Durante a transmissão online, três adolescentes que participavam do jogo perceberam que o menino não se mexia e alertaram uma prima, que estava no quarto ao lado. Gustavo foi levado ao hospital, mas morreu na manhã seguinte.

A morte do adolescente alertou pais e professores sobre uma perigosa brincadeira, disputada principalmente por meninos, transmitida em tempo real pela internet. É o “Jogo da Asfixia” (tradução para “The Choking Game”), no qual os participantes usam cordas, cintos, lenços ou qualquer outro objeto para cortar o suprimento de oxigênio para o cérebro, desmaiar e, em seguida, acordar em estado de euforia, semelhante ao efeito do uso de drogas.

Mais conteúdo sobre:
Rádio Estadão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.