Radar-pistola flagra 340 motos por dia

Na primeira semana de uso de radares-pistola, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) já flagrou, só com seis aparelhos, 1.701 motocicletas rodando acima do limite de velocidade permitido. Esses registros vão se transformar nas primeiras multas aplicadas por esse equipamento na cidade de São Paulo.

CAIO DO VALLE, O Estado de S.Paulo

04 Abril 2012 | 03h03

Entre segunda e sexta-feira da semana passada, uma média de 340 motos por dia foi detectada pelos radares portáteis. Esse número é inferior ao da semana anterior, quando os marronzinhos estavam registrando excesso de velocidade, mas a multa ainda não era aplicada, uma vez que o sistema estava em teste.

O presidente da Associação Brasileira das Empresas de Engenharia de Trânsito (Abeetrans), Silvio Médici, defende a aquisição de mais radares-pistola. "Para uma malha de 17 mil quilômetros de vias, certamente seis equipamentos não vão adiantar muita coisa." Além disso, ele afirma que a CET deveria estender a fiscalização para o fim de semana e o período noturno. Atualmente, os radares-pistola só são usados em dias úteis, e em horário comercial. "É prudente fazer a qualquer dia e hora."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.