'Quero proteção', diz empresário, após pai ser solto

Após a libertação do pai e do irmão, acusados de tramar sua morte, o ganhador da Mega Sena Fábio de Barros teme pela vida e quer proteção policial. O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul revogou no fim de semana a prisão do pai, o empresário Francisco Serafim de Barros, que em conluio com o filho Fabiano teria planejado a execução, em busca do prêmio de R$ 28,8 milhões.

Fátima Lessa, Especial Para o Estado, O Estado de S.Paulo

02 de junho de 2010 | 00h00

Ao ser informado do plano para matá-lo, Fábio disse que mandou blindar o carro e contratou seguranças. Após a soltura do pai, afirmou que vai pedir na Justiça "proteção policial". "Esse crime só não foi consumado porque a polícia conseguiu interceptar o assassino. E agora o Estado resolve soltá-lo! Pois este Estado tem de me proteger." /

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.