Quer viajar e fazer um roteiro original? 'Alugue' um amigo

Em 20 cidades de 13 países, incluindo São Paulo e Rio, é possível contratar um guia para descobrir lugares fora do circuito turístico

Talita Figueiredo / RIO e Vitor Hugo Brandalise, O Estado de S.Paulo

13 de maio de 2010 | 00h00

Preparada. A diretora de cinema Nani Escobar diz que conversa primeiro com a pessoa, por e-mail, para saber do que ela gosta e o que espera do Rio. Foto: Paulo Vitor/AE

 

Visitar uma metrópole e seus pontos turísticos é fácil. Basta consultar qualquer guia. Em São Paulo, você acabará na Pinacoteca do Estado, no Parque do Ibirapuera, no Museu de Arte de São Paulo (Masp). No Rio, a indicação do guia será Pão de Açúcar, Corcovado, praias famosas. Difícil, porém, é se misturar à população local, encontrar lojas em ruas escondidas, restaurantes com os melhores preços.

Foi pensando em turismo alternativo que a jornalista Alice Moura, de 27 anos, criou o serviço Rent a Local Friend (www.rentalocalfriend.com), Alugue um Amigo Local. Ela administra o site que tem 33 "amigos locais" cadastrados como guias para programas fora do grande circuito turístico em 20 metrópoles de 13 países.  A ideia veio de um blog que mantinha sobre dicas de turismo, quando morava em Londres. "Uma internauta perguntou quanto eu cobraria para passear com o irmão dela por lugares que eu indicava. Na época, não tive tempo, mas fiquei com essa ideia na cabeça", conta.

Quando foi morar em Lisboa, há dois anos, ela colocou o projeto em prática e passou a oferecer companhia a estrangeiros para levar aos lugares dos quais mais havia gostado, fora do circuito turístico. "Começou como brincadeira, mas as pessoas gostaram e quiseram participar."

Alice destaca que os roteiros são definidos seguindo preferências dos "amigos locais". "Não há roteiro fixo." O passeio de dois dias em São Paulo, para três pessoas, por exemplo, custa cerca de R$ 480 - 70% vai para o "local" ( veja mais abaixo).

Amigas paulistanas. Em São Paulo há duas "amigas locais". "Como morei na Europa e nos Estados Unidos, quando algum amigo viajava, eu fazia roteiros informais para ele. Na volta, o que mais ouvia era "como foi que você descobriu esse lugar?" Assim percebi esse potencial", afirma a administradora Camilla Radesco, de 32 anos, "amiga local" desde outubro.  "Levo a pontos tradicionais, como o Ibirapuera, o Masp, mas no caminho paramos em pontos "meus": a feira de artesanato na Vila Madalena que vou aos domingos, um sushi na Liberdade que é meu point, uma ruazinha em Higienópolis que tem um café ótimo. Pontos onde o turista não pararia se fosse com um guia tradicional."

A outra "amiga local" na capital, a publicitária Nathalia Souto, de 25 anos, tem roteiro noturno bem definido - já levou suíços, ingleses e austríacos aos botecos da Rua Augusta. "Uma turista inglesa comparou o pessoal da Augusta aos grupos de jovens de Camden Town, em Londres. Interessante mostrar a eles essa faceta cosmopolita que temos."

 

Diversidade carioca. No Rio há quatro "amigos locais" com perfis bem diferentes para oferecer passeios também ecléticos. Uma é surfista, a outra, chef de cozinha, a terceira é professora, e a quarta, diretora de cinema. O passeio é feito na folga da ocupação principal de cada uma.

A primeira a se cadastrar foi a diretora de cinema Nani Escobar, de 31 anos. "Converso antes com a pessoa, por e-mail, para saber o que ela gosta de fazer, de comer, o que espera ver no Rio. Uma vez, por exemplo, fiz um circuito de samba e choro com uma cliente que gostava de música. Ela quase chorou de alegria."

A mais nova integrante da trupe é a chef de cozinha Ludmila Lacerda, de 31 anos. "Ofereço percorrer a orla do Rio de moto."

Cerca de 200 pessoas já usaram o serviço nas cidades incluídas no roteiro. A supervisora de frete internacional Carolina Pinheiro, de 30 anos, de Campinas, contratou uma "amiga" em Roma. "Em dois dias, descobri lugares que não conheceria de outra forma. Valeu a pena."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.