Quem planta asfalto colhe congestionamento

Se os automóveis congestionam o sistema viário é porque é inadequado e insuficiente o sistema público de transporte. As viagens de ônibus demoram no mínimo o dobro das feitas por automóveis. E o Metrô, por ter um rede tímida para a demanda, apresenta estações superlotadas e passageiros fazendo viagem negativa para poder embarcar. Se fossemos refrear a invasão dos automóveis por políticas mais restritivas de rodízio ou mesmo pedágio urbano, o sistema de transporte público não comportaria esses novos usuários.

Análise: Sergio Ejzenberg, O Estado de S.Paulo

01 de junho de 2010 | 00h00

Cada um colhe o que planta, e quem planta asfalto colhe congestionamento. Nas últimas três décadas, a maior parte dos investimentos em mobilidade foi em sistema viário. A cidade viu prosperar, na mesma proporção, os congestionamentos. Ainda que algum investimento tenha sido feito em transporte público, sua insuficiência nos deixa com menos de 70 quilômetros de rede de Metrô, quando precisamos de sete vezes mais. Se oferecermos opção decente, poderemos ver com bons olhos as restrições ao automóvel. Sem isso, seria simples crueldade (mais rodízio, se fosse viável) ou pura extorsão e exclusão social (pedágio urbano para quem pudesse pagar mais esse imposto).

É ENGENHEIRO E MESTRE EM TRANSPORTES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.