Quem perdeu voo por causa de alagamento pode pedir reembolso sem pagar multa

Por causa dos alagamentos causados pela chuva, muitos passageiros não conseguiram chegar aos aeroportos de Congonhas e Cumbica nesta segunda-feira.

Adriana Moreira , O Estado de S.Paulo

10 de fevereiro de 2020 | 18h04

Por causa dos alagamentos causados pela chuva, muitos passageiros não conseguiram chegar aos aeroportos de Congonhas e Cumbica. Quem foi prejudicado poderá remarcar o bilhete ou pedir reembolso sem pagar multa. 

Gol

A Gol informou que, até as 16h, 42 voos da companhia que tinham como origem ou destino os aeroportos de Congonhas e Guarulhos tiveram de ser alternados (11) e cancelados (31).

A empresa afirma que os clientes poderão remarcar as viagens de e para os aeroportos de Guarulhos e Congonhas sem a cobrança de taxas, de acordo com a disponibilidade. Outra opção é solicitar o reembolso com crédito integral para usar em futuros voos. 

Em caso de dúvidas, a Gol recomenda entrar em contato pelos canais de atendimento da empresa, no site da companhia, que é www.voegol.com.br, no aplicativo ou pelo telefone da Central de Relacionamento: 0300 115 2121.

Latam

A Latam informou  que flexibilizou as regras de alteração de viagem para os passageiros com voos programados nos aeroportos de Congonhas e Guarulhos em razão das chuvas. Os clientes que optarem pela alteração de seus voos podem efetuá-la por meio do site da empresa, que é www.latam.com, pela Central de Vendas e Serviços (4002-5700 nas capitais ou 0300-570- 5700 nas demais localidades do Brasil) ou em uma loja da companhia.

A empresa informa que ofereceu as seguintes alternativas para os clientes: 

Alterar a data do voo sem cobrança de multa e diferença tarifária para nova data dentro da vigência do bilhete.

Alterar origem/destino do voo sem cobrança de multa, mas sujeito à diferença tarifária e para período dentro da vigência do bilhete.

Solicitar o reembolso do bilhete sem cobrança de multa.

Os passageiros que não tiveram voos cancelados ou reprogramados podem adotar uma das seguintes opções:

Alterar a data do voo sem cobrança de multa e diferença tarifária para voo até 15 dias após a data do voo original.

Alterar origem/destino do voo sem cobrança de multa, mas sujeito à diferença tarifária e para período dentro da vigência do bilhete.

Solicitar o reembolso do bilhete sem cobrança de multa.

A empresa recomenda ainda que os clientes se programem para chegar mais cedo aos aeroportos. A companhia recomenda chegada com antecedência de 2 horas para voos domésticos e de 4 horas para voos internacionais.

A Latam diz ainda para os passageiros consultarem a situação dos voos por meio do site www.latam.com ou do aplicativo da companhia. 

Azul

Azul enviou um comunicado sobre o cancelamentos dos voos nesta segunda-feira, 10. Segundo a empresa, por causa das condições meteorológicas adversas e por motivos operacionais foram cancelados 11 voos.  A companhia diz estar prestando assistência aos clientes prejudicados, que serão reacomodados em outros voos da própria companhia.

A Azul afirma que quem não conseguiu chegar aos aeroportos de Guarulhos e Congonhas em função dos pontos de alagamentos podem optar por remarcar os voos para esta segunda-feira, 10, ou terça-feira, 11, sem custo, ou solicitar o reembolso integral do bilhete. As informações podem ser acessadas no site da companhia, que é  voeazul.com.br

Confira abaixo os voos da Azul cancelados:

AD4004 (Congonhas-Santos Dumont)

AD4005 (Santos Dumont-Congonhas)

AD4011 (Santos Dumont-Congonhas)

AD4012 (Congonhas-Santos Dumont)

AD2820 (Guarulhos-Salvador)

AD2821 (Salvador-Guarulhos)

AD2702 (Guarulhos-Bauru)

AD2703 (Bauru-Guarulhos)

AD5010 (Guarulhos-Porto Alegre)

AD2756 (Guarulhos-Foz do Iguaçu)

AD2759 (Foz do Iguaçu-Guarulhos)

Aeroportos

A GRU Airport, empresa que administra o Aeroporto Internacional de Guarulhos, informou que, em razão das chuvas e focos de alagamento na cidade, entre 9h e 16h o aeroporto teve um total de 21 voos cancelados e 22 alternados para outros aeroportos. Desses 22, 21 acabaram retornando para Gru e um foi cancelado. 

A empresa recomenda que os passageiros confirmem seu voo antecipadamente com as próprias companhias aéreas.  

Em função das chuvas e focos de alagamento pela cidade de São Paulo, entre 9h e 16h desta segunda-feira, 10, o Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, teve 21 voos cancelados e 22 alternados para outros aeroportos -- dos quais, 21 retornaram para GRU e um foi cancelado. 

A concessionária GRU Airport recomenda aos passageiros que confirmem seu voo antecipadamente com as companhias aéreas.

Também é possível consultar a situação dos voos no site da GRU Airport, que administra o aeroporto ou pela central de atendimento do aeroporto 11 2445-2945.

Já no Aeroporto de Congonhas, segundo a Infraero, dos 169 voos programados para esta segunda-feira, 142 partiram no horário. Até as 16h, 18 estavam atrasados e cinco foram cancelados.

Viracopos não foi afetado. 

O Aeroporto de Viracopos está operando normalmente. Pela manhã, recebeu seis voos que tiveram de ser desviados do Aeroporto de Guarulhos, mas isso não impactou nas operações dos aeroportos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.