Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

'Quem estava na parte de trás foi parar no meio do ônibus'

Relato é de motorista do coletivo atingido por outro na Marginal do Pinheiros; ao menos 45 pessoas se feriram

Marina Azaredo, O Estado de S. Paulo

15 Fevereiro 2014 | 14h16

Atualizado às 15h50.

SÃO PAULO - O motorista do ônibus atingido por outro ao parar em um ponto na Marginal do Pinheiros, em São Paulo, disse que os passageiros foram arremessados para frente com o impacto.  "Parei para desembarcar um passageiro e o rapaz do ônibus de trás bateu em mim. Quem estava na parte de trás do ônibus foi parar lá no meio", contou Manuel Gonçalves da Silva, de 46 anos. Ele bateu a cabeça e foi encaminhado ao Hospital São Paulo.

Os 45 feridos no acidente foram distribuídos entre os hospitais São Paulo, Santa Casa, Mandaqui, Jabaquara, Laforte e Campo Limpo. Duas pessoas estão em estado grave, segundo o Corpo de Bombeiros.

Cinco dos feridos foram encaminhados para o hospital municipal do Campo Limpo. Após exames, os médicos constataram que nenhum se encontrava em estado grave. 

“A minha irmã e a minha prima estavam indo para o Brás, onde minha prima experimentaria seu vestido de noiva”, contou a arrumadeira Marinalva Soares da Rocha. De acordo com ela, o estado mais preocupante é o da prima, Rosana de Fátima, de 25 anos. “Ela atravessou um daqueles vidros que ficam dentro do ônibus e está com um corte profundo na sobrancelha.  Ainda não sabemos se ela vai ter de fazer alguma cirurgia”, disse. 

 

Mais conteúdo sobre:
AcidenteSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.