Queda de viga interdita estação Francisco Morato da CPTM

Companhia de Trens implementa operação Paese; passarela para pedestres estava em construção

Camila Alves, do estadão.com.br,

02 de setembro de 2008 | 04h45

O trecho entre as estações Francisco Morato e Baltazar Fidélis da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) está interditado nos dois sentidos, desde o início da madrugada desta terça-feira, 2. Segundo a CPTM, a interdição aconteceu devido a queda de uma viga de uma futura passarela para pedestres do novo terminal de ônibus, construído pela Prefeitura de Francisco Morato.   A viga que estava em um guindaste atingiu os cabos de rede aérea, que alimentam a energia no trem.   A Companhia implementou a operação Paese e distribuiu 50 ônibus entre as estações Francisco Morato e Baltazar Fidélis, na linha 7-Rubí, para servir o público. O uso de qualquer um dos ônibus colocados em regime de emergência não será cobrado.   Não há previsão para a liberação. Os trechos Jundiaí-Francisco Morato e Baltazar Fidélis-Luz estão funcionando normalmente. O intervalo entre as estações é de 10 minutos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.