Queda de muro mata duas crianças de 3 anos na zona leste

Duas meninas de 5 e 6 anos e um menino de 10 ficaram feridos; muro tinha 1,5 metro de altura

Ricardo Valota, do estadao.com.br,

05 de outubro de 2007 | 05h00

Duas crianças morreram e três ficaram feridas, por volta das 17 horas de quinta-feira, na região de Cidade Tiradentes, no extremo leste da capital paulista, com a queda de um muro de cerca de 1,5 metro de altura. O incidente, que resultou na morte de Eduarda Rodrigues da Silva e Maria Helena Rodrigues Pereira, ambas de 3 anos, ocorreu na rua Artur Franco, no Jardim Wilma Flor.   Ficaram feridas Letícia Rodrigues da Silva, de 5 anos, irmã de Eduarda, Yasmin Silva Moreira, de 6 anos e Wellington Rodrigues Moreira, de 10 anos. Segundo a polícia, as crianças brincavam na rua, em frente ao muro, quando este desabou, atingindo as quatro. Eduarda ainda foi encaminhada por uma equipe do SAMU ao Hospital Santa Marcelina, em Itaquera, onde morreu.   Maria Helena chegou a ser levada pelos bombeiros ao pronto-socorro de Cidade Tiradentes, mas também não resistiu aos ferimentos. Moradores das casas vizinhas que testemunharam a queda do muro levaram Letícia, Yasmin e Wellington também ao pronto-socorro de Cidade Tiradentes. As crianças foram atendidas e liberadas. Eduarda e Letícia, que moram na Cohab José Bonifácio, na região de Itaquera, também na zona leste, teriam ido até Cidade Tiradentes para visitar a vó.   Segundo boletim de ocorrência, o muro teria sido construído por uma mulher, cujo nome não foi divulgado, em frente a um galpão, aparentemente, para tapar a visão do imóvel. A suposta responsável pela construção do muro poderá responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, e lesão corporal.

Tudo o que sabemos sobre:
Queda de murocrianças mortas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.