Ney Mendes
Ney Mendes

Queda de avião Sêneca no Aeroporto de Manaus mata 7

ESPECIAL PARA O ESTADO

Renata Magnenti, O Estado de S.Paulo

22 de abril de 2011 | 00h00

MANAUS

Às 14h51 de ontem, um avião Sêneca, modelo PA 34, de prefixo - PTEFT, caiu nas dependências do Aeroporto Eduardo Gomes, em Manaus, minutos após a decolagem. Sete pessoas morreram. No aparelho da Amazonav, uma companhia particular, estavam o dono da empresa, Antonio Picão; a mulher, Luciana; o filho, Mateus; uma funcionária, Janilce Oliveira, e uma comissária, Kelly Cidronio.

O modelo era pilotado pelo comandante denominado apenas como Mineirinho. O nome do copiloto não foi divulgado. Todos morreram no local. A porta-voz da Amazonav, Natasha Desthoolmeester, disse que a empresa tem cerca de 20 anos e atua com taxi aéreo na Região Norte.

Testemunhas descreveram que a aeronave caiu de frente, sem resistência. As investigações da Aeronáutica sobre a queda já começaram. De acordo com a Superintendência da Infraero, o bimotor Sêneca iria para Santarém (PA) e caiu antes de atingir a altitude de cruzeiro. As condições meteorológicas eram boas no momento do acidente e o aeroporto funcionava normalmente ontem.

OUTROS CASOS

13 de maio de 2010

Seis pessoas morreram na queda de um bimotor da Cleiton Táxi Aéreo, em Manaus

11 de novembro de 2004

Queda no arquipélago Anavilhanas, a 230 km de Manaus, mata dois passageiros franceses

21 de junho de 2000

Sêneca cai no Pantanal e mata 6

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.