Queda de avião de pequeno porte mata dois no interior de SP

Uma das vítimas é mulher do empresário Cláudio Galeazzi, ex-presidente e atual diretor do grupo Pão de Açúcar

José Maria Tomazela, de O Estado de S. Paulo,

27 Janeiro 2010 | 12h25

A queda de um bimotor modelo EMB810C, fabricado pela Embraer, causou a morte de Maria Leonor Salgueiro Galeazzi, de 69 anos, mulher do empresário Cláudio Galeazzi, ex-presidente e atual diretor do grupo Pão de Açúcar. O piloto do avião, José Andrei Ferreira dos Santos, de 32 anos, também morreu no acidente. O avião caiu nesta quarta-feira, 27, de manhã, em Iperó, região de Sorocaba, a 125 km de São Paulo.

 

 

 

A aeronave pertencia ao filho do casal, o empresário Luiz Galeazzi e decolou por volta das 9h30 do aeroporto de Sorocaba. Minutos depois, caiu numa fazenda, no município vizinho, a cerca de 30 quilômetros do local da decolagem. Dona Maria Leonor era a única passageira. Ela e o piloto tiveram morte morreram na hora, segundo os bombeiros.

 

Sitiantes da região presenciaram a queda e avisaram o Corpo de Bombeiros. O avião decolou com o tanque cheio - 430 litros de combustível - e seguia para uma fazenda em Goiás, quando caiu "de bico", no interior de uma mata, no bairro Bananal. O Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle do Tráfego Aéreo (Cindacta) já tinha constatado o desaparecimento do avião. Os bombeiros tiveram dificuldade no resgate por causa da mata e do terreno encharcado.

 

Dona Leonor era a única passageira. Ela e o piloto tiveram morte instantânea, segundo os bombeiros. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal de Sorocaba (IML). Luiz Galeazzi acompanhou o translado e a liberação dos corpos. O piloto será sepultado em Jundiaí, onde residia. O corpo de dona Leonor foi levado para São Paulo. A caixa preta do avião, recuperada entre os escombros, poderá ajudar no esclarecimento do acidente.

 

Texto atualizado às 19h10.

Mais conteúdo sobre:
acidente avião interior SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.