Ligia Bueno - 04/03/22
Ligia Bueno - 04/03/22

Queda de árvore destrói carro em SP segundos após motorista deixar o veículo; veja vídeo

Acidente ocorreu em frente a uma escola infantil na Avenida Professor Alfonso Bovero, no bairro do Sumaré, zona oeste de São Paulo

Redação, O Estado de S.Paulo

08 de março de 2022 | 17h34

A queda de uma árvore na última sexta-feira, 4, destruiu um carro estacionado na rua instantes após o motorista ter deixado o veículo. O acidente ocorreu em frente a uma escola infantil na Avenida Professor Alfonso Bovero, no bairro do Sumaré, zona oeste de São Paulo. Moradores do bairro e pessoas que trabalham na região têm apontado falta de fornecimento de energia elétrica desde então.

Consumidores de outros bairros, principalmente da zona oeste, também relataram falta de luz por conta de pancadas de chuva e vento que atingiram a capital paulista no fim de semana. Em nota, a empresa de distribuição de energia Enel afirma que até a manhã desta segunda-feira, 7, havia normalizado o serviço em 80% dos endereços. Os reparos seguiram sendo feitos pela capital.

Como se vê no vídeo, um motorista, que, segundo moradores do Sumaré, trabalha na região, estacionou o carro próximo à escola infantil Aquarela, localizada na Avenida Professor Alfonso Bovero. Ele saiu do veículo e, instantes depois, a árvore despencou na rua, dando perda total no carro. Pelas imagens, é possível ver crianças que estavam brincando em um pátio da escola sendo retiradas do local. Não houve relato de feridos.

Segundo a consultora de gestão de pessoas da escola, Ligia Bueno, de 35 anos, o carro foi retirado do local nesta terça-feira, 8. A energia elétrica, por outro lado, ainda não teria sido restabelecida no local. Em outros locais do bairro, como no cruzamento das avenidas Professor Alfonso Bovero e Dr Arnaldo, onde está o Parque Reservatório Sabesp Sumaré, também houve queda de árvores nos últimos dias, o que afetou o fornecimento de energia. 

Ligia conta que, quando a árvore caiu na tarde de sexta, havia crianças em aula. Como a avenida foi interditada, teve de ser feita uma reorganização para as crianças serem retiradas do local. "O barulho não foi alto. Só quando saímos tivemos dimensão do que aconteceu", conta a consultora. As aulas foram retomadas na escola desde segunda-feira, 7, porque a gestão conseguiu um gerador.

Enel relaciona falta de luz a verão ‘atípico’ em SP

O diretor de Operações da empresa de distribuição de energia Enel SP, Darcio Dias, destacou que o verão deste ano é “atípico” e com sequências de temporais. “Isso tem gerado tempestades com situações climáticas bem adversas, o que acaba impactando muito a arborização”, alegou. “Não se está falando de situações corriqueiras, do dia a dia.”

Mais de 48 horas após a chuva intensa de sábado, 5, moradores de diferentes bairros da cidade de São Paulo ainda enfrentavam falta de fornecimento de energia elétrica na segunda-feira, 7, principalmente na zona oeste da capital. Os consumidores também relatam problemas recorrentes de interrupção do serviço nos dias em que há temporais, que têm sido frequentes neste verão. O Procon-SP tem apurado a situação desde janeiro. Ao Estadão, um porta-voz do órgão disse que o trabalho de prevenção da distribuidora tem sido ineficiente.

Tudo o que sabemos sobre:
Enelárvorechuva temporal tempestade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.