Queda da população de abelhas vai afetar a agricultura

Em vários países do mundo, há relatos de que os insetos estão sumindo por diversas causas ainda não claras

YOKOHAMA, O Estado de S.Paulo

30 Março 2014 | 02h01

A situação das plantas e de culturas agrícolas pode ser ainda mais prejudicada pelo impacto que a mudança do clima pode causar a abelhas, borboletas e outros insetos polinizadores. A versão preliminar do relatório aponta que "depois de mudanças do uso da terra, as mudanças climáticas são consideradas o segundo fator mais relevante responsável pelo declínio dos polinizadores".

Em vários países do mundo, há relatos de que as abelhas estão desaparecendo por diversas causas ainda não muito claras. Elas estão em situação de estresse pela perda de habitat, de biodiversidade, além de doenças e uso de pesticidas. Todas essas condições, afirmam os cientistas, podem ser amplificadas pela alteração do clima.

Um dos trabalhos destacados no relatório do IPCC afirma que o declínio generalizado da Apis melifera, a principal produtora de mel, "é uma clara indicação da crescente suscetibilidade ao fenômeno de mudança global, com a aplicação de pesticidas, doenças e estresse".

Evento promovido pela Fapesp em São Paulo há dez dias mostrou que o maior serviço prestado pelas abelhas é para a produção agrícola. "O mel é, na verdade, um subproduto pequeno quando comparado ao valor do serviço de polinização prestado pelas abelhas, que corresponde a quase 10% do valor da produção agrícola mundial", disse a ecóloga Vera Lúcia Imperatriz Fonseca, da USP.

Esse cálculo leva em conta estimativas do ano de 2007, quando o valor global do mel exportado foi  de US$ 1,5 bilhão. Por outro lado, o valor dos serviços ecossistêmicos de polinização foi estimado em US$ 212 bilhões. Os dados estão reunidos no livro Polinizadores no Brasil: contribuição e perspectivas para a biodiversidade, uso sustentável, conservação e serviços ambientais. /G.G.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.