Capítulo 03

Que tal um cinema na segunda-feira?

Vem a São Paulo a negócios? Quer viajar por sua própria cidade? Eis as dicas desta semana

Daniel Fernandes, São Paulo

25 de janeiro de 2019 | 06h00

Caro leitor,

há algo nas segundas-feiras que desperta nas pessoas a ideia de abstinência. Não sou eu quem diz, é o Luis Fernando Verissimo. E vamos combinar, quem sou eu na fila do pão para discordar do Verissimo? Se ele diz que é, está acabado: é. Aconselho você, fortemente, a deixar de lado o que está fazendo (inclusive a leitura dessa SuperColuna) e ler o texto dele sobre a segunda-feira. É imperdível!

Mas que tal deixar um pouco de lado a abstinência, por assim dizer, e escolher um programa diferente para o início da semana: ir ao cinema!. 

Se você acabou de chegar na cidade para trabalhar ou fechar algum negócio, então, cinema é a escolha certa. Garanto que você não vai se arrepender. Mas é preciso seguir uma regra, vamos combinar assim? Quem sou eu para dar conselhos a você, mas se fosse eu o leitor, optaria por um cinema não convencional para conhecer em São Paulo. Quer ver como pode ser legal?

A Cinesala, por exemplo, tem uma proposta diferente. É quase como um cineclube. São duas salas apenas e a seleção dos filmes é caprichada. Pode acreditar. Recentemente, estava em cartaz o ótimo ‘Assunto de Família’ - filme atualíssimo, aliás. No link anterior você consegue conferir o trailer. E uma curiosidade sobre a Cinesala é que um dos sócios é o ex-jogador Raí

Mas o mais legal sobre a Cinesala é que o local abriga um bar. Isso mesmo: que tal trocar a pipoca por um negroni? Aqui, vale a pena mencionar duas dicas ao estimado leitor. O Paladar vez uma ótima matéria sobre o bar, que você pode ler aqui antes de sair de casa, e o Gilberto Amendola, que sabe tudo sobre drinques, vai te ajudar se o caso for abandonar por completo a abstinência às segundas-feiras. Afinal, quem mais te mostraria o passo a passo para começar um bar em casa.

Outra boa pedida - na segunda-feira ou qualquer outro dia da semana - é assistir um filminho no cinema que funciona na rua Augusta, quase esquina com a Paulista. 

Rola uma seleção do que será exibido, mas minha sugestão é ‘casar’ o passeio para experimentar o beirute do Frevo - eu e muita gente vai chamar o restaurante de Frevinho. O cardápio tem ótimas sugestões, mas o beirute é imperdível. E uma dica: todo mundo vai te sugerir o de rosbife, mas vai por mim, seja ousado, e arrisque o beirute à parmegiana. 

Garanto que você não vai se arrepender. Faz tempo já, mas essa matéria do Paladar dá bem a medida da importância do Frevinho.

Mas ainda assim, se o seu caso for seguir o caminho comum e ficar em casa, isso não significa que tudo precisa ser chato e tedioso. Veja um filme em casa. Também vale a pena. Uma boa saída é escolher qualquer obra de John Hughes. Ele escreveu 46 filmes, produziu 23 e dirigiu 8. Entre eles, ‘Clube dos Cinco’ - o nome em inglês é muito melhor (The Breakfast Club) - e ‘Curtindo a Vida Adoidado’. E já que você estará em casa, que tal fazer uma pipoca toda especial. Sugiro a você, antes de escolher o filme, conferir um especial muito bacana sobre John Hughes. E já que você vai estar emcasa, vale fazer uma pipoca especial também. E, mais uma vez, o Paladar pode te ajudar com essas receitas bem diferentes.

Crie um hábito 1 - Antes de sair de casa, para qualquer sessão de cinema, você pode conferir nosso Guia de Cinema. Ele é atualizado toda quinta-feira pela manhã. E traz o roteiro completo de filmes e salas.

Crie um hábito 2 - E talvez você nunca tenha escutado o Cine Drops, da Marina Person. Eu adoro, de paixão, o filme dela que se chama ‘Califórnia’, objeto de uma ótima resenha publicada no ‘Estadão’. Mas o seu Cine Drops vale cada segundo também. Deixo vocês com o programa que falava sobre o filme 120 Batimentos Por Minuto, que calhou de eu assistir, apenas, recentemente durante um voo - e passar aquela vergonha básica chorando ao lado de pessoas totalmente desconhecidas….

Até breve

Ah, eu sei, eu sei... você deve estar se perguntando: mas uma coluna sobre São Paulo não vai falar nada sobre o aniversário da cidade? A resposta: já falamos sobre isso, no lançamento dessa SuperColuna. Vale a pena conferir.

Daniel Fernandes

Daniel Fernandes

Editor de Suplementos

Formado em jornalismo em 1998, trabalha no Estadão desde 2004. Adora descobrir coisas novas na cidade de São Paulo, mesmo que falte tempo para conhecer tudo ao mesmo tempo agora.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.