Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Quatro são detidos após protesto por melhorias em albergue

Grupo de 20 manifestantes colocou fogo em colchões e em lixo, interditando via da zona norte de São Paulo por 40 minutos

Fabiana Cambricoli, O Estado de S.Paulo

30 Dezembro 2013 | 11h20

Atualizado às 20h.

Quatro pessoas foram detidas na manhã desta segunda-feira, 30, após participarem de um protesto por melhores condições no Centro de Acolhida para Adultos Estação Vivência, na Armênia, na zona norte de São Paulo, albergue conveniado à Prefeitura de São Paulo.

Por volta das 7h, um grupo de cerca de 20 manifestantes colocou fogo em colchões, cobertores, pneus e em sacos de lixo e interditou por 40 minutos a Rua Pedro Vicente no sentido bairro, onde está localizado o albergue. O Corpo de Bombeiros foi chamado para controlar o incêndio.

Segundo a Polícia Militar, os manifestantes pediam que o albergue fornecesse refeições quentes, água aquecida nos chuveiros e lençóis limpos.

Com a chegada da PM, a maioria dos manifestantes fugiu, mas quatro deles foram detidos e acabaram indiciados por dano qualificado, resistência e associação criminosa por terem colocado fogo em patrimônio público e resistido à prisão.

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social informou que já resolveu parte dos problemas do albergue e que vai apurar as demais denúncias dos manifestantes.

Mais conteúdo sobre:
alberguemorador de ruaprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.