Google Maps/Reprodução
Google Maps/Reprodução

4 suspeitos são mortos após perseguição na Dutra, em Guarulhos

Passageiros de carro trocaram tiros com a PM; pista expressa, sentido Rio, foi interditada e tráfego flui com lentidão pela via marginal

Pedro Prata, O Estado de S.Paulo

18 de julho de 2019 | 06h20
Atualizado 18 de julho de 2019 | 08h30

SÃO PAULO - Uma perseguição policial, que começou no bairro do Tatuapé, zona leste de São Paulo, terminou com quatro pessoas mortas na Rodovia Presidente Dutra, na região de Guarulhos, na Grande São Paulo, na noite de quarta-feira, 17. A Polícia Militar informa que houve troca de tiros com os passageiros do carro, que morreram. A pista expressa da Dutra, sentido Rio de Janeiro, permanece fechada.

Agentes do 8º (Tatuapé), do 15º (Guarulhos) Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) e das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) participaram da ação. A perícia já foi concluída, e a polícia aguarda a retirada dos corpos.

Os motoristas que utilizam a via sentido Rio de Janeiro são desviados para a pista marginal no quilômetro 223. Os acessos à pista expressa estão fechados nos quilômetros 219 e 214. De acordo com a CCR NovaDutra, concessionária da rodovia, o tráfego estava lento do quilômetro 213 ao 214 às 6h40.

A perseguição começou por volta das 9 horas. Ao chegar à Dutra, na altura do quilômetro 214, os passageiros do carro perseguido teriam saído do veículo e trocado tiros com as três viaturas da polícia que atuavam na ocorrência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.