Quatro morrem e sete ficam feridos em ataques em Osasco e Carapicuíba

Casos nas duas cidades ocorreram durante a noite e a madrugada, em um intervalo de cinco minutos; responsáveis por disparos ainda não foram encontrados

Diego Cardoso, O Estado de S. Paulo

18 de abril de 2013 | 07h30

Atualizado às 11h21

SÃO PAULO - Pelo menos quatro pessoas morreram e sete ficaram feridas a tiros na noite de quarta-feira, 17, em Osasco e Carapicuíba, Região Metropolitana de São Paulo. A Polícia trabalha com a hipótese de uma relação entre as 11 ocorrências. Não há informações sobre o estado de saúde das pessoas hospitalizadas. Os casos serão investigados pelo 1ºDP de Osasco e Carapicuíba.

A primeira ocorrência foi registrada pela Polícia Militar às 23h15 na Rua Sulamita, no Jardim Conceição, em Osasco. Lá, quatro pessoas foram baleadas - uma delas não resistiu aos ferimentos e morreu. Os outros três feridos foram encaminhados, segundo o 1º DP de Osasco, ao PS Santo Antônio, que ainda não tem mais informações sobre os respectivos estados de saúde.

Cinco minutos depois do primeiro ataque, a PM foi chamada até Carapicuíba, onde seis pessoas foram atingidas na Rua Andrômeda, em um bar da região, e uma na Avenida Netuno. Três deles morreram e os feridos foram levados, de acordo com a Polícia Civil, para o Pronto Socorro Vila Dirce, na Estrada Ernestina Vieira. Um dos feridos é menor de idade e está no Hospital Geral de Carapicuíba. Não há informações sobre seu estado de saúde.

Para o delegado Daniel do Prado Gonçalves, que fez o boletim de ocorrência, os atentados nos dois municípios podem ter uma relação, já que o mesmo veículo - um Vectra prata - foi visto em ambos os locais. "Provavelmente a investigação será feita junto com Osasco."

Chacina. Também na quarta-feira, 17, sete pessoas foram baleadas à 0h15 em Piracicaba, no interior do Estado. Eles estavam em um bar no Jardim Borghesi quando suspeitos em duas motocicletas passaram pelo local e dispararam, segundo a PM. Cinco não resistiram aos ferimentos e morreram.

Tudo o que sabemos sobre:
carapicuibaosascochacina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.