Quatro detidos são suspeitos de fazer parte da 'gangue da ré'

Grupo suspeito foi preso após roubar uma loja na Avenida Brigadeiro Faria Lima; funcionário da CET foi baleado

Ricardo Valota e Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

29 de outubro de 2008 | 12h25

Quatro suspeitos presos durante a madrugada desta quarta-feira, 29, após assaltarem uma loja na Avenida Brigadeiro Faria Lima, na zona sul da capital, são integrantes da "Gangue da Marcha à Ré", segundo a Polícia Militar. Os policiais estavam abordando dois motociclistas quando um dos ocupantes de um veículo Fiat Stilo de passagem pelo local, atirou contra os policiais. O disparo acabou atingindo o funcionário da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) nas costas que estava próximo à abordagem. Segundo a PM, outras equipes em apoio à ocorrência abordaram outros dois veículos com mais duas pessoas, e após vistoria localizaram mercadorias furtadas, uma arma, e constataram que os detidos também estariam envolvidos no arrombamento da loja na Faria Lima.

Tudo o que sabemos sobre:
gangue da ré

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.