Quase metade dos mortos do vôo 3054 eram do RS

Das 192 vítimas do acidente da noite da última terça-feira, 90 são gaúchos

Marcelo Auler, Estadão

19 de julho de 2007 | 14h27

Das 192 vítimas do acidente com o vôo 3054 da TAM, 90 são gaúchos ou moradores do Rio Grande do Sul, segundo informou nesta quitna-feira, 19, o capitão da Brigada Militar, Luiz Fernando Santos Carlos, que trabalha na Casa Militar do governo do Estado e está fazendo o atendimento a familiares das vítimas em Porto Alegre. Destes 90, apenas seis já foram identificados, sendo que só se sabe até agora o nome de dois deles.   Um é o gerente comercial do SBT, José Luiz Souto Pinto, cujo corpo chegou de madrugada em Porto Alegre. Outro é o advogado José Antonio Lima Luz, auditor contábil que morava em Londrina e cujos restos mortais estão previstos para chegar no aeroporto Salgado Filho às 14h40.   A esposa de Luz, Ilza Nascimento Pereira da Luz, está vindo no mesmo vôo 3865 da TAM, que saiu de Belo Horizonte, passou em Guarulhos e está chegando no início da tarde na capital gaúcha. Segundo a tia de Luz, chamada Marlene Cabral, ele tinha 60 anos e veio a Porto Alegre visitar a mãe, Hilda, que tem 85 anos e está com problemas de saúde.   Por mais absurdo que possa parecer, segundo ela, para vir a Porto Alegre de Londrina, o irmão era obrigado a pegar um vôo com escala em São Paulo e, no dia do acidente, estava retornando à cidade onde morava. Luz não tinha filhos. A mãe ainda não foi informada do falecimento do filho. Apesar de ser natural da cidade gaúcha de Cruz Alta, ele será enterrado no cemitério João 23, em Porto Alegre, em horário ainda indefinido.   De acordo com o capitão Carlos, algumas das 90 vítimas que residiam no Rio Grande do Sul não conseguirão ser identificadas nem mesmo através de exame de DNA, tal o estado de carbonização. O uso do exame de DNA seria a terceira opção de identificação, após a visual e a da arcada dentária.

Mais conteúdo sobre:
Vôo 3054

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.