Quarteto faz família refém durante assalto em Pirituba

Assaltantes mantiveram cinco pessoas, entre elas um bebê, reféns por cerca de uma hora; todos foram presos

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

05 de dezembro de 2007 | 05h50

Uma quadrilha foi presa na noite de terça-feira, 4, após invadir um sobrado em Pirituba, região noroeste da capital paulista, e fazer uma família refém por cerca de uma hora. Quatro assaltantes, um deles armado com um revólver calibre 38, dominaram os moradores que chegavam de carro por volta das 21h30, na rua Adolfo de Souza Carneiro. Ao todo, cinco pessoas foram feitas reféns, sendo uma senhora, uma jovem, dois rapazes e um bebê. Um dos rapazes foi trancado em um quarto, enquanto que o restante da família permaneceu na sala, vigiado pelo bando. Em meio ao assalto, a casa foi cercada por policiais acionados por vizinhos. Três soldados invadiram o imóvel e prenderam um dos bandidos ainda na sala, com os reféns. Outros dois foram cercados no andar superior. Eles não reagiram. Bruno Pereira Pedroso, de 19 anos, tentou fugir, pulando pela janela, mas se feriu ao cair em um telhado e enroscar-se em uma cerca. Detido, ele precisou ser medicado no pronto-socorro de Pirituba, antes de ser encaminhado ao Distrito Policial. Além dele, estão presos William Prates Teles e Bruno Pereira de Carvalho, ambos de 19 anos, e Ulisses Claro dos Santos, de 22. As vítimas foram libertadas sem ferimentos e, apesar do susto, passam bem.

Tudo o que sabemos sobre:
São Pauloassalto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.