Quarteto é detido após assalto a duas casas no Morumbi

Policiais encontraram todos os objetos roubados na casa de um dos suspeitos

Ricardo Valota, da Central de Notícias,

27 Fevereiro 2010 | 03h20

Quatro suspeitos, entre eles um adolescente de 15 anos e dois irmãos dele, foram detidos, no início da madrugada deste sábado, 27, após a quadrilha invadir as casas nº 286 e 288 da Rua Antonio Salema, na Vila Sônia, região do Morumbi, na zona sul de São Paulo.

 

Com uma faca e uma réplica de arma de fogo, os bandidos, todos moradores da favela do Jardim Colombo, na mesma região do assalto, invadiram a primeira casa após render uma das vítimas na rua. Um casal e a filha foram feitos reféns pelos bandidos, que, após separarem alguns objetos, pularam o muro e entraram na casa vizinha, onde outro casal foi rendido.

 

Na fuga, os bandidos utilizaram um Fiat Pálio Weekend verde, da primeira residência, levando uma das vítimas como refém para sacar dinheiro de caixa eletrônico, liberando-a depois. Em patrulhamento pela Avenida Dom Jaime de Barros Câmara, PMs da 2ª Companhia do 16º Batalhão, já em posse da placa e modelo do carro roubado, cruzaram com o Pálio e abordaram o adolescente, que estava ao volante.

 

Todos os objetos roubados, segundo o menor, já estavam na casa dele, na Rua das Goiabeiras, favela do Jardim Colombo, para onde os PMs foram e detiveram os dois irmãos do adolescente e um quarto suspeito de participação nos dois assaltos. No local, os policiais recuperaram dinheiro, joias, eletroeletrônicos em geral, malas, copos de cristal e um micro-ondas, tudo levado das duas casas.

 

O adolescente e um dos irmãos dele foram reconhecidos pelas vítimas. Os outros dois suspeitos às 3 horas ainda prestavam depoimento no plantão do 34º Distrito Policial, da Vila Sônia, e podem não ser autuados em flagrante pelo roubo, mas sim por receptação. As vítimas dos dois assaltos saíram ilesas.

Mais conteúdo sobre:
Assalto Morumbi Vila Sônia suspeitos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.