Quarta opção, sociólogo vai assumir Educação

Antes de Cesar Callegari, três educadores haviam sido convidados para o cargo; ele é o segundo representante do PSB na nova gestão

O Estado de S.Paulo

04 de dezembro de 2012 | 02h05

O sociólogo Cesar Callegari (PSB), de 59 anos, vai assumir a Secretaria Municipal de Educação em 2013. O nome foi confirmado pelo prefeito eleito Fernando Haddad (PT) e deve ser anunciado amanhã. Há expectativa de que Nunzio Briguglio Filho, ex-assessor de imprensa do petista, também seja oficializado como o escolhido para a Comunicação (veja ao lado).

A definição sobre Callegari foi a mais difícil e demorada até agora. Ex-secretário de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC) e por duas vezes eleito deputado estadual por São Paulo, ele é o quarto nome da lista de Haddad. Antes, o petista havia sondado as educadoras Maria do Pilar Lacerda, Cleuza Repulho e Lisete Arelaro, atual diretora da Faculdade de Educação da USP. Todas recusaram o convite.

Callegari é o segundo representante do PSB contemplado pela futura gestão - o vereador Eliseu Gabriel já havia sido anunciado para a pasta do Desenvolvimento Econômico. A decisão é política e visa a reforçar a aliança nacional com o partido presidido pelo governador de Pernambuco, Eduardo Campos. Ontem, ele e Haddad se encontraram em evento realizado em São Paulo. A proximidade tenta arrefecer a possibilidade de Campos, já em 2014, liderar um bloco de oposição à reeleição da presidente Dilma Rousseff.

Maior orçamento da Prefeitura, a secretaria deverá receber R$ 10 bilhões em 2013. A prioridade será cumprir um dos principais compromissos de Haddad: reduzir a fila por matrículas nas creches. Hoje, há 148 mil crianças esperando vaga. A solução de parte do problema deve vir do MEC, onde Callegari trabalhou até novembro. A intenção é firmar convênio de R$ 200 milhões para creches.

Equipe. Com Callegari, Gabriel e Nunzio definidos, a equipe de Haddad chega a 16 nomes. Antonio Donato (Governo), Marcos Cruz (Finanças), Luís Fernando Massonetto (Negócios Jurídicos), Leda Paulani (Planejamento) e Fernando de Mello Franco (Desenvolvimento Urbano) foram os primeiros apresentados, em 12 de novembro. Em seguida, Jilmar Tatto (Transportes) e José de Filippi Júnior (Saúde). Na semana passada, foram anunciados Marianne Pinotti (Pessoa com Deficiência), Luciana Temer (Assistência Social), Roberto Tripoli (Verde e Meio Ambiente), Netinho de Paula (Igualdade Racial), João Antonio (Relações Governamentais) e Chico Macena (Subprefeituras). / JULIA DUAILIBI, ADRIANA FERRAZ, DIEGO ZANCHETTA E OCIMARA BALMANT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.