Quadrilhas são desmanteladas e 15 presos suspeitos de roubos em SP

Segundo a polícia, um grupo era especializado em assaltos a caixas eletrônicos, veículos dos Correios e receptação; segundo bando realizava furtos de cargas

Solange Spigliatti, Central de Notícias

28 de abril de 2011 | 16h40

SÃO PAULO - Quinze pessoas foram presas na noite desta quarta-feira, 27, e manhã de hoje, em duas ações da Polícia Civil realizadas nas regiões norte e sul da capital paulista, acusadas de envolvimento na articulação e realização de roubos na cidade de São Paulo.

 

Segundo a polícia, uma das quadrilhas é especializada em ataques contra roubo a caixas eletrônicos, veículos dos Correios e receptação. Os integrantes teriam sido flagrados repartindo uma carga de Sedex que tinha sido roubada momentos antes de uma van que faz a coleta de correspondência da Agência dos Correios do Shopping Morumbi.

 

As prisões aconteceram na Rua dos Cafezais, em Cidade Ademar, na zona Sul. Os policiais apreenderam uma pistola calibre .380 e dois veículos - um Fiat Stilo e um Volkswagen Fox e recuperaram a mercadoria roubada, que incluía joias e telefones celulares.

 

Foram presos o manobrista Rafael de Oliveira Assunção, de 21 anos; o empresário Edmar Tome Barroso, de 33; o cobrador Ricardo Oliveira Conga, de 24 anos; o ajudante Maurício de Jesus do Nascimento, de 26; o cobrador João Paulo Sampaio Costa, de 29; o motorista Fabrício Sebastião do Nascimento Finoti, de 26; o gesseiro Edilson Santos do Sacramento, de 25; o comerciante Heliomar Munizo Sodré, de 29, e o mecânico Cledison do Nascimento Conceição, de 31.

 

Em outra operação, cinco integrantes de uma quadrilha especializada em roubo de cargas foram presos na manhã desta quinta-feira, 28. O bando é suspeito de envolvimento em pelo menos dez ataques a caminhões de carga, ações que eram sempre articuladas em bares da favela Berimbau, no Parque Novo Mundo.

 

Foram detidos Felipe Castanheiro Manoel, de 26 anos, Maurício Nascimento, de 23 anos, Alexandre Juvenal, de 33 anos, Maxwell Moz Dorsa, de 26, e Marcos Paulo da Silva, de 25 anos.

 

Francisco de Assis Júnior, de 27 anos, foi flagrado com uma pistola .40 e um colete a prova de balas, ontem, na Praia Grande, litoral sul de São Paulo. A ação aconteceu durante investigação de ações praticadas por integrantes uma facção criminosa, principalmente roubos.

Tudo o que sabemos sobre:
quadrilharouboassaltooperaçãosp

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.