Quadrilha que resgataria preso é descoberta pela PM em SP

Grupo, que seria ligado ao PCC, planejava resgatar preso que iria participar de audiência em Carapicuíba

Andressa Zanandrea, do Jornal da Tarde,

04 de setembro de 2007 | 10h21

Seis homens foram presos na madrugada desta terça-feira, 4, em Carapicuíba, na Grande São Paulo, com armas, duas brocas, uma munição de morteiro - de uso exclusivo do Exército - dinheiro e drogas. A Polícia Militar recebeu uma denúncia de que o grupo, que seria ligado ao Primeiro Comando da Capital (PCC), estaria planejando resgatar um preso que iria participar de audiência nesta quarta no fórum da cidade. Cerca de 20 policiais da Força Tática do 33º Batalhão foram até a Favela Municipal, por volta das 22 horas, para averiguar a denúncia. Quando chegaram próximo a uma casa na Avenida Desembargador Eduardo Cunha de Abreu, viram um corre-corre, mas conseguiram deter os seis suspeitos. A casa fica a cerca de cem metros do fórum. Com os seis homens, foram apreendidas três pistolas 380, três revólveres (dois calibre 38 e um 32), munições para as armas, uma munição para morteiro 75, duas brocas de 16 mm, aproximadamente R$ 500 em dinheiro, cerca de 50 gramas de cocaína, além de pequenas porções de crack e maconha. As drogas, as munições e as brocas estavam em uma mochila.  Segundo a PM, todos eles, cujas idades variam entre 20 e 40 anos, têm ficha criminal. Os seis serão autuados por tráfico de drogas, formação de quadrilha e porte ilegal de armas, e levados para o Centro de Detenção Provisória de Osasco.

Tudo o que sabemos sobre:
PCCresgate de presos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.