Quadrilha que fornecia cocaína para a Rocinha é presa em SP

Três brasileiros e dois bolivianos foram detidos com 4 quilos e meio de pasta de coca na zona leste

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

23 de janeiro de 2008 | 03h08

Uma quadrilha que fornecia cocaína para traficantes da Favela da Rocinha, no Rio, foi presa na noite de terça-feira, 22, numa operação conjunta da 3ª Delegacia de Estelionatos, do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic), de São Paulo, com policiais da Delegacia de Repressão a Armas e Explosivos (DRAE), do Rio. Três brasileiros, sendo duas mulheres, e dois bolivianos foram detidos em uma casa no bairro Lajeado, região de Guaianazes, zona leste da capital paulista e autuados em flagrante por tráfico de drogas. Eles são acusados de integrar uma quadrilha que fornecia cocaína para traficantes da Amigos dos Amigos (ADA), uma das três facções que atuam na Favela da Rocinha. A droga vinha como pasta base da Bolívia e era processada em uma refinaria montada na residência da zona leste de São Paulo. "Os policiais do Rio investigavam uma quadrilha de bolivianos que fornece 20 quilos de drogas por semana para esta facção. Eles compareceram aqui solicitando auxílio para trabalharmos em conjunto. Foram feitas todas as diligências e hoje, depois de uma semana, conseguimos localizar estes indivíduos", relatou o delegado Sugui Kendi, da 3ª Delegacia. No imóvel foram encontrados 4 quilos e meio de pasta base de coca, além de balança de precisão, cal e frascos contendo amoníaco, álcool e outros produtos que são adicionados à droga durante o processo de refino. Foram detidos os bolivianos Anthony Melgar Ortiz, de 30 anos, e Luiz Edgar Melgar Castedes, de 34. Também estão presos os brasileiros Anderson da Silva Severo, de 23 anos, Fabiana Bondade de Oliveira, de 24, e Maria Aparecida dos Santos, de 37.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.