Quadrilha pode ter levado R$ 500 milhões

Na sentença que condenou João Paulo dos Santos, em outubro, o juiz Rafael Henrique Janela Tamai Rocha, da 4.ª Vara Criminal da Barra Funda, estimou que o valor do roubo foi de R$ 250 milhões a 500 milhões. O total transforma o assalto ao Itaú no maior da história do Brasil.

Bruno Paes Manso, O Estado de S.Paulo

07 Novembro 2013 | 02h05

No roubo ao Banco Central em Fortaleza foram levados R$ 164,7 milhões, que, atualizados para valores de hoje, corresponderiam a R$ 248 milhões. "Apenas para se ter um parâmetro de comparação, quando do maior furto da história brasileira, procedido em face do Banco Central de Fortaleza, estimou-se o prejuízo em aproximadamente R$ 165 milhões, o que representa uma quantia bastante inferior ao crime retratado nos presentes autos", escreveu o juiz na sentença.

Para entrar no banco em Fortaleza, os ladrões construíram um túnel de 78 metros. Por causa de suas cenas cinematográficas, o furto virou tema de filme, chamado O Assalto ao Banco Central, dirigido por Marcos Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.