Quadrilha invade sede da Prefeitura de Embu das Artes

Homens fizeram guarda refém e tentaram roubar caixa eletrônico, mas fugiram após alarme tocar

Ricardo Valota, da Central de Notícias,

29 de julho de 2009 | 09h40

Uma quadrilha invadiu, por volta das 3 horas desta quarta-feira, 29, a sede da Prefeitura de Embu das Artes, na Grande São Paulo. Armados de fuzil, metralhadora e pistolas, cinco homens entraram no prédio, localizado na Rua Andronico dos Prazeres Gonçalves, no Centro, depois de pularem o muro de um estacionamento.

 

A segurança do edifício era feita apenas por uma guarda municipal, que foi dominada. Dois homens mantiveram a agente refém e os demais deslocaram-se até um caixa eletrônico do Banco do Brasil. O alarme do banco foi acionado no momento em que os criminosos mexiam na máquina, e a ligação de um policial militar para a sede da Prefeitura desencadeou a ação da Polícia.

 

Ao atender ao telefone, ainda em poder dos criminosos, a guarda não conseguiu disfarçar que algo de errado ocorria no prédio. O grupo, que já havia tomado o revólver e o colete da agente e dois revólveres que estavam na base da Guarda Municipal, resolveram fugir.

 

Quatro homens escaparam em um Gol vermelho, mas o quinto integrante, que ocupava um Astra prata, foi detido após ser perseguido pela Avenida Elias Yasbek. Na fuga, o criminoso, que primeiro seguiu em direção à Rodovia Régis Bittencourt e depois retornou no sentido contrário da avenida, acabou batendo o Astra, roubado, em um barranco.

 

Bilhete

 

A intenção dos criminosos era fugir levando a guarda municipal como refém. Sem perceber eles deixaram na sede da Prefeitura um bilhete, onde estava escrito que a quadrilha conhecia o endereço residencial da guarda e seus parentes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.