Polícia Civil
Polícia Civil

Quadrilha invade banco e tenta explodir cofre em Mairiporã

Grupo também tentou arrombar caixas eletrônicos e fugiu; criminosos lançaram 'miguelitos' em via de acesso à Fernão Dias

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

17 de julho de 2019 | 09h44

SOROCABA - Criminosos invadiram uma agência do banco Bradesco e usaram explosivos na tentativa de arrombar o cofre central, na madrugada desta quarta-feira, 17, em Mairiporã, na Grande São Paulo. Apesar da explosão, o cofre não abriu. Em seguida, os bandidos tentaram arrombar os caixas eletrônicos, mas também não conseguiram. A quadrilha, com sete integrantes empunhando armas longas, segundo a Polícia Militar, acabou fugindo sem levar dinheiro.

Os criminosos lançaram pregos retorcidos, conhecidos como "miguelitos", na via de acesso à Rodovia Fernão Dias, na tentativa de evitar uma perseguição policial. Também foram deixados explosivos intactos no interior da agência. O prédio foi interditado para que a equipe do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Polícia Militar fizesse a retirada da dinamite.

Os vidros da fachada da agência foram estourados durante o ataque. A PM fez cerco na região, mas até o início da manhã, nenhum suspeito tinha sido preso.

Presos suspeitos de ataque a carro-forte em Piedade

Policiais do Departamento Estadual de Investigações Gerais (Deic) prenderam, nesta terça-feira, 16, quatro suspeitos de terem participado do ataque a um carro-forte, na noite anterior, na Rodovia Bungiro Nakao (SP-150), em Piedade, no interior de São Paulo.

Os criminosos incendiaram um carro para bloquear a rodovia e deram tiros de fuzil contra o blindado para obrigar o motorista a parar o veículo. O condutor conseguiu escapar do cerco e frustrou o assalto. O bando foi preso em municípios da Grande São Paulo. Com os quatro homens, foram apreendidos explosivos, armas e munições.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.