Quadrilha faz arrastão na saída do show de Roger Waters em São Paulo

Criminosos aproveitaram trânsito e movimentação de pessoas à pé para atacar motoristas e pedestres

Ricardo Valota e Gheisa Lessa, do estadão.com.br, texto atualizado às 16h55

04 Abril 2012 | 04h48

SÃO PAULO - Uma quadrilha fez um arrastão no final da noite desta terça-feira, 3, na saída do show do cantor Roger Waters, ex-integrante da banda inglesa Pink Floyd, no Estádio do Morumbi, zona sul de São Paulo.

Os bandidos aproveitaram o trânsito parado na Avenida Giovanni Gronchi e também a grande movimentação de pessoas à pé para atacar motoristas e pedestres, principalmente na esquina com a Rua Major José Mariotto Ferreira, região de Paraisópolis.

Policiais militares que faziam uma operação perto do estádio foram até o local do arrastão. Um soldado das Rondas Ostensivas com Auxílio de Motocicleta (Rocam), que trabalha no 21º Batalhão da Polícia Militar, tentou impedir a ação dos criminosos, mas os assaltantes reagiram e o policial acabou baleado na mão. Ele foi encaminhado ao Hospital Albert Einstein e transferido para o Hospital Cruz Azul, no Cambuci.

Os criminosos fugiram em direção à Favela Paraisópolis. Até as 4h45 desta quarta-feira, 4, nenhum suspeito havia sido detido pela PM e policiais do plantão do 89º Distrito Policial, no Portal do Morumbi, não informaram exatamente quantas pessoas foram assaltadas durante o tumulto.

Pelo menos seis pessoas foram até o 89º DP para prestar queixas de roubos ocorridos. De acordo com um dos boletins de ocorrência, três pessoas foram abordadas por até 20 homens armados, enquanto andavam pela Avenida Giovanni Gronchi. Outras três vitimas registraram que foram abordadas por duas pessoas em outra rua da região, a Rua Santo Américo. Foram levados documentos, aparelhos celulares, telões de cheque, cartões bancários e dinheiro. Ninguém foi preso até o momento.

Mais conteúdo sobre:
Arrastão Morumbi tiroteio Paraisópolis

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.