Reprodujção Google Maps
Reprodujção Google Maps

Quadrilha explode agência e troca tiros com a polícia em Miguelópolis

Equipe do Grupo de Ações Táticas Especiais da PM foi chamada para retirar os explosivos

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

09 Fevereiro 2018 | 12h53

SOROCABA - Uma quadrilha fortemente armada explodiu dois caixas eletrônicos de uma agência do banco Santander, em Miguelópolis, interior de São Paulo, na madrugada desta sexta-feira, 9. 

Na fuga, os criminosos foram perseguidos e trocaram tiros com a Polícia Militar. Eles dispersaram 'miguelitos' - pregos retorcidos - pela rua para dificultar a perseguição. Ninguém ficou ferido e nenhum suspeito foi preso. A quantia levada dos caixas não foi informada. Os bandidos abandonaram uma bolsa com dinheiro na agência. 

+++ Criminosos explodem bancos e roubam R$ 400 mil no interior de SP

    

De acordo com a Polícia Militar, ao menos quatro homens participaram do ataque, por volta das 5 horas. Eles arrombaram a porta e invadiram a agência, na avenida Leopoldo Carlos de Oliveira, região central da cidade. As explosões danificaram o prédio. Num terceiro caixa, os assaltantes deixaram dinamites intactas. Uma equipe do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da PM foi chamada para retirar os explosivos. Em julho do ano passado, uma quadrilha já havia explodido uma agência da Caixa Econômica Federal na cidade.     

Esse foi o quarto ataque a agências bancárias em cidades do interior, com o uso de explosivos só este mês. Na quarta-feira, 7, agências do Banco do Brasil e do Santander foram explodidas em Dois Córregos. Os prédios ficaram destruídos. No domingo, 4, uma agência do Santander foi explodida em Serrana e, na sexta passada, 2, criminosos explodiram uma agência da Caixa Econômica Federal em Ribeirão Grande. Em todos os casos, os bandidos conseguiram fugir com o dinheiro. Conforme a Secretaria da Segurança Pública, o número de roubos a bancos caiu de 137 em 2016 para 97 no ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.