Quadrilha especializada em furto de fios telefônicos é presa

Apesar de estar uniformizado, grupo levantou a suspeita de moradores da região, que chamaram a polícia

Ricardo Valota, do estadao.com.br,

26 de outubro de 2007 | 16h59

Uma quadrilha especializa em furtos de fios subterrâneos foi presa no final da noite de quinta-feira, 25, no Jardim Nova Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Devidamente uniformizados e até com um caminhão com o logotipo da empresa terceirizada Icomon, Gilmar Ferreira Costa, 40 anos, Henrique Iranlei Pereira dos Reis Jr., 21, Amado Batista de Souza Costa, 28, Rubenildo Silva Campos, 23, Cristiano Silva Santos, 21, e um sexto criminoso, ainda não identificado, foram flagrados quando retiravam cabos, considerados obsoletos, de uma rede subterrânea da empresa Telefónica. Munido de facões e machados, o grupo, mesmo caracterizado e tentando agir de acordo com os procedimentos padrões, levantou desconfiança em moradores da região. Policiais militares e civis foram até o local e os prenderam em flagrante. Os criminosos já tinham furtado cerca de 4 toneladas de cabos, cujo cobre iria ser vendido por até 250 mil reais para donos de ferros-velhos que receptam este tipo de material. Segundo a polícia, o mesmo grupo pode estar envolvido em outros dois casos de furtos de cabos subterrâneos de telefonia ocorridos neste ano em Guarulhos: um no dia 10 de julho e outro no dia 13 de outubro. O sexteto foi levado para o 7.º Distrito Policial de Guarulhos e indiciado por furto e formação de quadrilha. Agora a polícia vai investigar se os uniformes usados pela quadrilha são verdadeiros, e, caso seja, como foram parar nas mãos do grupo.

Tudo o que sabemos sobre:
Roubo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.