Quadrilha é presa depois de roubar casa em Guarulhos

8 homens pularam o muro de uma residência e renderam os 4 moradores. Após fuga, trocaram tiros com a polícia e foram pegos

Luiz Fernando Toledo, O Estado de S. Paulo

15 Julho 2014 | 09h21

SÃO PAULO - Oito homens foram presos depois de roubar uma casa no bairro Jardim Maia, na madrugada desta terça-feira, 15, em Guarulhos, na Grande São Paulo. Houve troca de tiros entre os bandidos e a Polícia Militar, mas ninguém ficou ferido.

A quadrilha pulou o muro da residência, que fica na Rua 4 de Setembro, arrombou uma janela e esperou que um deles entrasse para abrir a porta para os demais. Quando todos estavam no interior da casa, prenderam os quatro moradores - um casal e duas filhas - no banheiro. Depois, roubaram dinheiro, joias e celulares. De acordo com a PM, o pai foi agredido com um soco no rosto.

A Polícia  foi acionada depois de receber chamada de uma das filhas, que manteve o celular ligado durante a ação dos criminosos. Quando a equipe chegou, suspeitou de três indivíduos que estavam a dois quarteirões do local, a pé. O trio tentou fugir em direção a um carro Volkswagen Polo preto. No entanto, o motorista do veículo os deixou para trás quando percebeu a presença de policiais. O trio foi preso ali. 

Outro indivíduo que estava no interior do carro efetuou dois disparos contra os PMs, mas não acertou ninguém.

Dez minutos mais tarde, os policiais conseguiram cercar o veículo e detiveram outros quatro envolvidos, sem troca de tiros. No interior do carro, encontraram a chave de outro carro. Ao questionar os bandidos, descobriram que havia um Fiat Palio verde estacionado com o último fugitivo.

A poucos metros da ação, descobriram que o homem se escondia no interior do porta-malas. A arma usada para atirar contra os policiais não foi encontrada. Todos foram levados ao 1º Distrito Policial de Guarulhos (Centro).

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Guarulhos Roubo Jardim Maia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.