Quadrilha cancelava multa no Guarujá

Uma fraude que envolvia aprovação ilegal em exames teóricos e o cancelamento de multas de trânsito na Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) do Guarujá, no litoral sul do Estado, foi descoberta em uma operação conjunta de agentes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e das Corregedorias da Administração do Estado e da Polícia Civil.

BRUNO RIBEIRO, O Estado de S.Paulo

06 de fevereiro de 2013 | 02h04

No caso dos exames teóricos, a fraude consistia em aprovar cidadãos que não passavam no teste (obrigatório para a obtenção e, em alguns casos, de renovação da carteira) mediante pagamento de propina. No caso do cancelamento das multas, as infrações - e o apontamento da pontuação no prontuário dos motoristas - eram deletadas do sistema do Detran pelos agentes do Guarujá.

O esquema foi denunciado ao Detran há cerca de dois meses, segundo o presidente do órgão, Daniel Annenberg. "Ainda estamos apurando o tamanho do esquema", afirmou, em entrevista anteontem. A operação, classificada como "rotineira" pelo Palácio dos Bandeirantes, foi deflagrada na sexta-feira.

Funcionários da sede do Detran na capital também estão envolvidos. Mas Annenberg não confirmou quantas são as pessoas nem quais são os crimes a que elas devem responder. Nenhuma prisão foi confirmada pelo governo do Estado.

O Detran, que já foi símbolo da corrupção da Polícia Civil de São Paulo, foi transformado em autarquia no mês passado por determinação do governador Geraldo Alckmin (PSDB). Mas ainda há cerca de 900 policiais civis trabalhando no órgão. A transformação em autarquia é uma resposta às denúncias de corrupção. Um concurso público foi anunciado para a contratação de 1.600 servidores para a nova autarquia, mas a seleção ainda não começou.

Mudanças. Segundo Annenberg, o esquema descoberto deve resultar em propostas de alteração de procedimentos internos nos órgãos.

"Já passamos a oferecer uma série de serviços em nosso site para facilitar a vida do usuário e para diminuir essas denúncias", afirmou o presidente do Detran.

Na capital, o departamento está instalando postos de atendimento que seguem o estilo do Poupatempo, com a realização dos serviços feita de forma eletrônica e por um novo corpo técnico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.