Quadra do S. Vito será usada como canteiro de obras da Prefeitura

A Prefeitura pretende dar fim ao estacionamento irregular explorado por flanelinhas aos sábados no terreno onde ficavam os Edifícios Mercúrio e São Vito, no centro. O quarteirão deve ser usado como canteiro de obras pela empresa contratada para construir um pontilhão sobre o Rio Tamanduateí, o que deve impedir a ação dos guardadores de carros.

O Estado de S.Paulo

15 Agosto 2012 | 03h04

Reportagem publicada ontem mostrou que o terreno, vazio e sem muros, transforma-se em estacionamento aos sábados, dia de maior movimento no Mercado Municipal e nas lojas da vizinhança. Os flanelinhas cobram R$ 10 de cada motorista.

Os guardadores de carros se aproveitam da falta de vagas na região. No dia 11, clientes esperavam até 1h30 para estacionar no Mercadão. Além disso, a PM informou que só pode abordar os flanelinhas se um motorista denunciar que está sendo extorquido ou que algum outro crime está acontecendo no local. A utilização do quarteirão como canteiro de obras recebeu ontem o aval da Subprefeitura da Sé. A estrutura será montada nos próximos dias. / TIAGO DANTAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.