QG do PCC é descoberto na zona leste

Oito homens planejavam assalto a banco quando a PM chegou; no tiroteio, um suspeito morreu e dois ficaram feridos

O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2012 | 02h05

A Polícia Militar descobriu um quartel-general do PCC na tarde ontem em Guaianases, na zona leste, onde oito homens armados com fuzis planejavam um assalto. Houve tiroteio e um assaltante morreu, dois ficaram feridos e cinco foram presos.

O setor de inteligência da PM descobriu que os bandidos estavam reunidos para combinar um roubo a banco. A denúncia foi feita por um vizinho. O homem viu um criminoso armado e achou que se tratava de assalto a um sobrado na Vila Cosmopolita.

Os criminosos faziam um churrasco quando PMs da Força Tática do 38.º Batalhão chegaram. A troca de tiros assustou a vizinhança. Rapidamente, a região foi cercada pela PM.

Cinco homens se entregaram aos policiais. Dois tentaram fugir pulando o muro da dona de casa Dalva Silva, de 52 anos. "Foram mais de cinco minutos de troca de tiros", disse a mulher. Os dois bandidos foram baleados dentro da casa dela.

No imóvel onde os suspeitos estavam, um homem foi atingido e morreu. Até a noite de ontem, o homem ainda não havia sido identificado pela polícia.

A PM encontrou três fuzis e oito revólveres na residência, além da contabilidade do PCC. Também foi achado um Astra e um Fiat Palio roubados.

Arquivo. Não foi a primeira vez que a PM encontrou documentos e armas da facção criminosa nos últimos dias. Em Paraisópolis, PMs acharam no dia 31 uma lista contendo nomes, endereços e características físicas de cerca de 40 policiais marcados para morrer. Na ocasião, também foram achados dados que comprovam a ação do grupo criminoso em outros Estados. / ARTUR RODRIGUES E DIEGO ZANCHETTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.