PTB fecha com PT e agora deverá ganhar secretaria

O PTB decidiu ingressar na base de apoio com a qual o prefeito eleito Fernando Haddad (PT) contará na Câmara Municipal no ano que vem. A resolução foi tomada após reunião da bancada eleita com o presidente estadual do partido, deputado Campos Machado (PTB), que no plano estadual apoia o governo tucano de Geraldo Alckmin. Pelo ingresso na base, o PTB deverá ser contemplado com uma secretaria no governo Haddad. O espaço que os petebistas terão será discutido nos próximos dias com o coordenador da transição e futuro secretário de Governo, vereador Antonio Donato, que na semana passada convidou a bancada do PTB a integrar a futura gestão.

O Estado de S.Paulo

14 de novembro de 2012 | 02h03

"É uma boa aproximação", afirmou o vereador Paulo Frange (PTB). "O Donato sinalizou a ideia de compor, mas ainda não foi definido nenhum espaço."

Com quatro vereadores eleitos - Adilson Amadeu, Celso Jatene, Conte Lopes e Frange - o PTB aumenta de 23 para 27 o número de vereadores que o PT já conta para compor o time de Haddad na Câmara - atualmente são 11 petistas, 4 do PMDB, 4 do PV, 3 do PSB e 1 do PC do B. O número pode variar de acordo com a saída de vereadores que venham a assumir cargos no Executivo, como é o caso de Donato. Para ter maioria na Câmara, o prefeito eleito precisa de 28 dos 55 parlamentares. / FERNANDO GALLO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.