PT quer CPI para investigar superfaturamento no Metrô de SP

Denúncia aponta que houve irregularidades em licitação para compra de equipamentos contra incêndio

Amanda Valeri, da Agência Estado,

19 de fevereiro de 2008 | 20h41

O Partido dos Trabalhadores (PT) vai propor que seja instaurada uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Assembléia Legislativa de São Paulo para investigar as denúncias de superfaturamento em licitação para a compra de equipamentos contra incêndio para o Metrô. Segundo o líder do PT na Assembléia, deputado Simão Pedro, a coleta de assinaturas deve ter início na quarta-feira, 20. "Nós temos que exigir que a Assembléia tome uma posição sobre o assunto, que é extremamente grave", declarou Simão Pedro. Para Simão, vários pontos precisam ser investigados. "É preciso entender se a direção do Metrô teve responsabilidade, como o funcionário (engenheiro suspeito de favorecer a empresa Ezalpha) teve a liberdade de pegar as informações, se isso tinha sido combinado, o sumiço dos extintores nos últimos meses. Tudo isso precisa ser investigado", enumerou. "Essa denúncia pode ser a ponta do iceberg", emendou o líder do partido.

Tudo o que sabemos sobre:
CPIMetrô de SPlicitação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.